Objetivos

Dentre os objetivos da proposta, estão aqueles que estão descritos no projeto original e outros objetivos complementares que ampliam o alcance inicial previsto. A ideia é que o projeto seja alimentado continuadamente, cumpridos os objetivos de suas duas primeiras fases, considerados estruturais.

Para a primeira fase do projeto está estabelecido o compromisso de:

  • Apresentar resultados de pesquisa inédita sobre a inserção do Brasil no Sistema de Catalogação da OTAN. Publicação de artigo em inglês e português para ampliar a repercussão de tema ainda não presente na literatura acadêmica. Estado da arte: publicado na Revista Austral: em ingles e em português.
  • Apresentar resultados de pesquisa voltada à construção de metodologia original para comparar e hierarquizar os Poderes Navais. Estudo de caso com os poderes navais das Américas. Estado da Arte: concluído na forma de um relatório e de uma base de dados em excel. Publicado artigo na Revista Austral: em português.
  • Apresentar pesquisa sobre o conceito de “Consciência Situacional Marítima” em doutrinas e documentos externos ao Brasil, sobretudo no entorno estratégico / Atlântico Sul. Estado da arte: em curso.

A relação entre os objetivos acima pode ser explicada nesta fase por meio da necessidade: de se obter parâmetros e utilizando da literatura que tornem visíveis o lugar do Brasil quanto ao seu poder naval; de se obter visibilidade sobre a capacidade de internacionalização de parâmetros afetos ao poder naval e marítimo por meio do caso OTAN; de se construir os parâmetros iniciais sobre como o conceito de Consciência Situacional Marítima é tratado em diferentes países. De certo, importam também as relações entre esses objetivos na observação das implicações da internacionalização e do poder naval para efeito da segurança marítima e, portanto, da Consciência Situacional Marítima.

A primeira fase tem objetivos particulares, mas que se coadunam com os objetivos da fase seguinte, quais sejam:

  • Apresentar um mapeamento da cooperação técnica internacional da Marinha do Brasil, com vistas a observar as tendências que produz. Estado da arte: Base de dados concluída; relatório técnico de TCM em curso; Mapeamento em KML a iniciar.
  • Relatório sobre os recursos tecnológicos para a Consciência Situacional Marítima. Estado da arte: a iniciar.
  • Estudos de caso utilizando a metodologia de Classificação de Marinhas – Europa, Asia, Oceania e Africa. Estabelecimento de site bilingue com acesso à metodologia. Estado da arte: em estudo.

Com efeito, o desejo expresso por meio destes objetivos é garantir que o resultado geral permita observar aspectos do poder naval e do poder marítimo pertinentes à internacionalização, à cooperação e à segurança marítima. O produto final, além de garantir a organização inédita de dados originais, também tem o propósito de garantir que temas distintos componham, de maneira complexa, uma só base, garantindo acessibilidade a um conjunto de práticas que tem grande representatividade tanto para a Marinha do Brasil e instituições de estado correlatas, quanto aos estudos acadêmicos sobre os temas em questão.